Importação Simplificada , Importa Fácil, Compra Fora (Minhas Importações)

Importação Simplificada , Importa Fácil, Compra Fora (Minhas Importações)

Importação Simplificada, Sem Radar, U$ 3K por embarque, até U$ 100K por ano Importa Facil, Compra Fora, Minhas Importações
🔴 Subscreva-se em nosso canal YouTube: DoubleTrading

Importação Simplificada, sem necessidade de radar, U$ 3K por embarque, até U$ 100K por ano?

Se você possui um CNPJ, ou seja, uma Empresa  de qualquer porte, seja MEI, LTDA, EIRELI ou S.A., que faz ou pretende fazer importação, e quer melhorar a sua performance, explorar as possibilidades, bem como evitar problemas junto a aduana brasileira, você está no lugar certo!  

Como prometido pelo Sergio Brandão em seu vídeo anterior, ele estará falando sobre a modalidade de importação simplificada.

 

“Todos os canais que assisti, dizem os detalhes que tem que fazer, mas não explica os detalhes de como ajudar o importador. “

 

Nesta modalidade, não é necessário o radar para importar, e permite que as empresas possam revender, usar internamente ou consumir os produtos importados, sendo que antes de setembro de 2017, não era possível.

 

Perante a aduana Brasileira, o serviço dos correios conhecido como “Minhas importações” ou compra fora segue o mesmo tratamento aduaneiro comparando quando o envio é por FedEx, DHL, UPS, PHX, entre outras empresas que possuem a permissão de operar como courier. Para facilitar seu entendimento, irei pontuar os itens mais relevantes para os casos de importação simplificada amparada pela Instrução Normativa 1737 (publicada no DOU de 18/09/2017):

 

Limite de valores

·      U$ 3,000 por embarque

·      Limite de U$ 100,000 anuais

 

Desde o dia 1º de janeiro de 2020, a Receita Federal está exigindo o CPF ou CNPJ em todas as importações simplificadas para o Brasil, cujo antes estas informações eram exigidas por todas as empresas de courier e agora também pelos correios, nos serviços conhecidos como importa fácil e minha importação.

 

Estaremos aqui abordando SOMENTE sobre a pessoa jurídica, as empresas, CNPJ… pois para importações em nome de pessoa física, demandará outro vídeo que deverá ser postado no futuro.

 

Diante das informações coletadas na declaração do processo de importação, além do acesso do seu histórico fiscal através do seu CNPJ, os produtos importados no mercado, modelos e seus respectivos valores, bem como o seu CPF é vinculado ao CNPJ na base de dados da aduana.

 

Você já deve ter ouvido falar em inteligência artificial, machine learning, e coisas do gênero, correto? 

 

Pois é, a aduana Brasileira também faz uso desta tecnologia para melhorar e agilizar os desembaraços aduaneiros, sendo que o maior benificiário é você. Sendo assim, quando pensar em importar, sempre lembre que os fatos precisam ter coerência e transparência para que não tenham problemas com sua encomenda. Cuidado, pois o cruzamento de informações poderá te pegar caso não haja consistência nas informações declaradas.

 

Não subfature que o maior prejudicado será você mesmo. Em caso tenha algum questionamento da aduana durante o desembaraço da sua mercadoria, lembre-se que você terá que comprovar o valor que pagou através do comprovante de pagamento, evidencia do local de compra, seja fatura do cartão de crédito, depósito / transferência bancária, recibo, copia do e-mail com a confirmação do pedido, ou seja, evidencia coerente. Outra opção é comprovar através da tela do site onde comprou, folder, catálogo de preços, ou carta do exportador devidamente assinada.

 

Antes de importar, faça simulação para não ter surpresas nos valores a serem pagos até os produtos chegarem nas suas mãos. 

 

Deixo um link mais abaixo para você receber uma planilha para simulação dos custos, incluindo fórmula para calcular o frete dos EUA para o Brasil.

 

Use valores verdadeiros, pois assim saberá quais os produtos irão viabilizar em seu negócio.

 

Não subfature, pois caso precise comprovar a operação, você precisará do comprovante de pagamento,

 

Classifique o produto na tabela TSP (veja link mais abaixo)

 

Se tiver dúvidas, entre em contato através dos comentários deste blog, ou pelo e-mail sergio@doubletrading.com, pois teremos o maior prazer em responder.

 

Como dar entrada dos produtos importados via remessa simplificada na contabilidade da empresa? 

 

Na entrega dos produtos, a empresa de transporte deverá entregar um documento chamado DIR (Declaração de Importação de Remessa). Neste documento, constará todos os dados que darão respaldo na entrada dos produtos em seu estoque. Consulte seu contador para maiores detalhes.

 

Cenário das empresas que enquadram nesta modalidade: 

1.     Empresa que não demanda volume alto de importação

2.     Empresa que deseja testar produtos para escalonar as impostações

3.     Empresas que tem ambas as necessidades. Combinação de Importações com valores que enquadram no sistema simplificado e importações normais (acima de 3K / 100K), para efeito de agilidade, Ex: Quem faz uma consolidação mensal juntando dois ou mais fornecedores, porem precisa obter alguns produtos complementares que não podem aguardar a próxima consolidação.

 

*** Empresas de projeto…. faz a importação normal dos produtos principais, e utiliza a importação simplificada para complemento de produtos objetivando a entrega do projeto….

 

Os possíveis questionamentos da Aduana Brasileira são:

Justificar qual é o motivo da compra, se é para uso ou revenda,

Indicar se o frete foi pago pelo vendedor ou se o frete será cobrado no Brasil,

Outros questionamentos.

 

Use na documentação de exportação (Invoice e AWB) a descrição detalhada o mais próximo da realidade do produto, e insira também o modelo do produto da forma que aparece na caixa ou no produto.

 

Os valores na Invoice e frete precisam estar coerentes com a realidade, pois os mesmos serão declarados e deverão ser justificados caso haja questionamento.


Tabela TSP para classificação dos produtos na importação simplificada: http://bit.ly/TabelaTSP


Planilha de simulação de custos para importação simplificada. Preencha com seus dados para eu enviar: http://bit.ly/ConsultoriaDT


Deixe uma resposta